semente-maconha

10 curiosidades sobre a semente de maconha

1 – As leis sobre sementes de maconha mudam de país para país e até mesmo dentro dos países. Assim, embora seja legal adquirir e possuir sementes de maconha em muitos países, aqui no Brasil ainda existem restrições mas não é ilegal possuir as sementes, de cordo com essa reportagem, importar sementes de maconha também não é considerado tráfico.

2 – Sementes de maconha já foram encontradas em uma vasta variedade de sítios arqueológicos, incluindo navios Vikings naufragados e túmulos de múmias chinesas. Muitas vezes, elas apareceram em contextos em que o cânhamo não foi usado em cordas ou tecidos, o que sugere que foi o THC, que contribuiu para que  as pessoas deixassem as sementes lá.

3 – A genética da sub-espécie Ruderalis estão entre as populares porque esse é o único dos três principais tipos que as flores vêm com a idade da planta e não com o tempo de exposição a luz, criando assim, as sementes autoflorescentes. Além disso, a Ruderalis é uma erva muito resistente, isso faz com que ela seja muito procurada para a criação, embora o seu teor de THC natural seja baixo.

4 – Sementes de maconha contém o “genótipo” da planta, o código genético que contém as instruções para a construção do “fenótipo”. Esse DNA é geralmente um híbrido genético das três sub-espécies de maconha conhecidas: Sativa, Indica e Ruderalis.

5 – A maioria das sementes de maconha no mercado são híbridas, vêm de uma linhagem de cruzamentos artificiais. Sementes originais são diferentes: elas vêm a partir de plantas que cresceram e se desenvolveram naturalmente em seu estado selvagem em habitat natural, sua genética foi moldada por meios de seleção natural ao invés de meios artificiais.

Publicidade

6 – No sul da Polônia há uma sopa tradicional chamada siemieniotka que é feita a partir de sementes de maconha. É tradicionalmente apreciado na Wigilia, na ceia de Natal. 

7 – A maconha é uma planta muito resistente, por isso não é tão difícil fazer com que as sementes se transformem em mudas: eles vão crescer quando e onde puderem. Para germinar, elas precisam de umidade, calor e um pouco de tempo. A maioria das sementes começarão a produzir raízes dentro de 72 horas depois de serem inseridas em algum lugar úmido, e apesar de serem muito delicadas nesta fase, eles vão crescer rapidamente se tiverem luz solar e nutrição suficiente.

8 – Muitas das sementes de maconha disponíveis no mercado são fêmeas, isso significa que elas são mais suscetíveis a produzir plantas fêmeas ao invés de machos (mas não é garantido!). Isso é muito útil para os cultivadores que poderiam ter muito trabalho para separar plantas machos de fêmeas.

9 – O óleo de cânhamo, que é produzido esmagando as sementes de maconha, é usado no fabricação de uma vasta gama de produtos de beleza e de plástico, mas é também apreciado como um suplemento alimentar, devido ao seu elevado teor de ácidos graxos essenciais (AGE). As sementes não contêm THC, sendo assim, o óleo de cânhamo não é psicoactivo.

10 – Sementes de maconha podem ser armazenadas durante anos sem reduzir significativamente a sua viabilidade para o plantio. Elas precisam estar em algum lugar seco, escuro e fresco, armazenadas numa temperatura de aproximadamente 6ºC, em um recipiente lacrado ou embalado a vácuo.

Comments

comments

The following two tabs change content below.

Lombra Staff

O blog LOMBRA é dedicado a elevar a discussão em torno da cultura canábica.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *