maconha-medicinal-industria-farmaceutica-pesadelo-

8 em cada 10 pacientes estão trocando remédios por maconha medicinal

Aqui vai o resultado de um estudo muito interessante: Substituindo medicamentos, álcool e outras substâncias pela cannabis entre os pacientes de maconha medicinal: O impacto de fatores contextuais. O estudo concluiu que as pessoas estão deixando de usar medicações prescritas para se tratar usando apenas a cannabis como terapia para diversos males. Como se não bastasse, as pessoas também estão reduzindo o consumo de tabaco e do álcool.

Os últimos anos vêm chamando atenção para um fato já conhecido por muitos e temido pelas grandes indústrias farmacêuticas e do álcool, o consumo de maconha está impactando diretamente o consumo de outras substâncias psicoativas.

O estudo aqui citado, analisa o uso da cannabis como substituta de medicamentos prescritos, do álcool e de outras substâncias ilícitas. Participaram do estudo, 473 adultos que usam a cannabis para fins terapêuticos.

maconha-medicinal-industria-farmaceutica-pesadelo-2

O estudo

A Cannabis Access for Medical Purposes Survey (Pesquisa de Acesso à Cannabis para Fins Medicinais, em livre tradução) é um estudo que esteve disponível online e por cópia impressa em 2011 e 2012, para os pacientes de maconha medicinal canadenses, com intuito de reunir informações sobre dados demográficos do paciente, condições médicas e sintomas, os padrões de consumo da cannabis medicinal, sobre o uso da cannabis como substituta e as barreiras encontradas para se ter acesso à cannabis medicinal.

A substituição de um ou mais itens pela cannabis, como o álcool, drogas ilícitas ou medicamentos prescritos, foi relatada por 87% (410) dos entrevistados, 80,3% relataram a substituição de medicamentos prescritos pela cannabis, 51,7% para o álcool, e 32,6% para outras substâncias ilícitas. Os entrevistados que relataram substituição de medicamentos prescritos pela cannabis, relataram dificuldades para conseguir quantidades suficientes para o uso regular. Os pacientes com menos de 40 anos, foram mais propensos do que os pacientes mais velhos, a substituir pela cannabis, todas as três classes de substâncias.

Publicidade

Constatação

A constatação de que a cannabis é uma substituta para todas as três classes de substâncias citadas, sugere que o uso medicinal da cannabis, pode desempenhar um papel de redução de danos bastante significativo, no contexto do uso dessas substâncias e pode ser indicada para abordar o tratamento do uso de drogas que causam forte abstinência.

Pesquisas adicionais, devem procurar diferenciar entre substituição biomédica de medicamentos prescritos, substituição de drogas psicoativas e elucidar os mecanismos por trás de ambos.

A cannabis medicinal tem se mostrado eficaz para tratar uma série de condições de saúde, como temos documentado em alguns artigos aqui neste site. Devemos levar em consideração também, que 76% dos médicos do mundo aprovam o uso da maconha medicinal.

 

 

Comments

comments

The following two tabs change content below.

Lombra Staff

O blog LOMBRA é dedicado a elevar a discussão em torno da cultura canábica.

2 comentários em “8 em cada 10 pacientes estão trocando remédios por maconha medicinal

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *