freiras-plantam-e-vendem-maconha-medicinal

Freiras plantam e vendem produtos derivados da maconha nos EUA

Quando você pensa em freiras, logo vem a sua cabeça a imagem daquelas senhoras de ar calmo e tranquilo que andam vestidas em trajes à caráter, como manda a cultura da Igreja Católica, igreja esta que sempre se posicionou contra as drogas, mas ultimamente, depois da legalização da maconha em vários países, parece que a coisa está realmente mudando. Nos últimos anos a Igreja tem se mostrado mais tolerante com o assunto.

Surfando nessa onda, surgiu a Sisters of the Valley, uma organização de freiras na Califórnia que planta e vende produtos derivados da maconha. As freiras extraem o cannabidiol (CBD) e produzem remédios homeopáticos, infusões de óleo, cremes para pele e suplementos para pacientes de maconha medicinal.

Os produtos podem ser encontrados diretamente na loja online das freiras, detalhe importante: elas enviam para todo o mundo.

As freiras fazem questão de reforçar que os produtos produzidos por elas contêm uma quantidade irrisória de THC, a substância responsável pelos efeitos psicoativos da droga e seus produtos não batem lombra nenhuma. A irmã Kate, 56 anos, se responsabiliza pela administração da organização, que fica localizada na cidade de Merced, no estado da Califórnia.

As freiras vêm enfrentando alguns problemas e a cidade de Merced está se unindo contra elas. No início deste ano, vereadores da cidade elaboraram um projeto de lei para tentar banir o cultivo e venda de maconha medicinal, e isso acabaria com o novo empreendimento da irmã Kate. Mas o grupo de freiras não abaixou a cabeça e está divulgando uma petição para desafiar e invalidar o projeto de lei.

Publicidade

“Nós estamos trazendo renda de fora da cidade para a cidade. Estamos pagando impostos altíssimos”, escreveu irmã Kate na descrição da petição, explicando que estão dentro da lei. Ela disse que elas não são associadas a nenhuma religião ou organização religiosa e trabalham de maneira independente.

Existem diversos estudos comprovando o potencial da maconha para o tratamento de várias doenças, entre elas podemos destacar: AIDS, câncer, epilepsia, transtorno do déficit de atenção com hiperatividade, náusea decorrente da quimioterapia, síndrome de Tourette, enxaqueca, mal de Alzheimer, distrofia muscular, fibromialgia, esclerose múltipla, doença de Crohn, glaucoma, insônia, artrite, falta de apetite, anorexia, caquexia, esclerose lateral amiotrófica e muitas outras.

 

 

Comments

comments

The following two tabs change content below.

Lombra Staff

O blog LOMBRA é dedicado a elevar a discussão em torno da cultura canábica.

Lombra Staff

O blog LOMBRA é dedicado a elevar a discussão em torno da cultura canábica.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *