Plantação de cânhamo industrial

Cânhamo: A realidade que nunca te contaram sobre a maconha

Sabia que as utilidades da Cannabis representadas pelo cânhamo, vão muito além de fazer a cabeça e tratar doenças?

Hoje as pessoas aceitam com mais naturalidade que a maconha é um remédio, e não somente uma droga psicoativa. Já existem muitos estudos comprovando que a cannabis tem o poder de curar alguns tipos de câncer.

Pode-se enganar algumas pessoas durante algum tempo, mas não pode-se enganar a todas as pessoas o tempo todo” – Bob Marley

Hoje, o cânhamo é cultivado em quase todas as partes do mundo e usado na produção de uma grande variedade de produtos, incluindo papel, tecido, alimentos, combustível, e até mesmo plástico.

O líder mundial na produção de cânhamo é a França, sendo responsável por mais de 70% da produção mundial. A China ocupa o segundo lugar com cerca de um quarto da produção mundial.

Mais de trinta países produzem cânhamo industrial, entre eles a Austrália, Áustria, Canadá, Chile, China, Dinamarca, Egito, Finlândia, Alemanha, Grã-Bretanha, Hungria, Índia, Itália, Japão, Coreia, Holanda, Nova Zelândia, Polônia, Portugal, Romênia, Rússia, Eslovênia, Espanha, Suécia, Suíça, Tailândia, Turquia e Ucrânia.

A palavra maconha é escrita com as mesmas sete letras, é um anagrama de cânhamo.

Uma das coisas mais legais da legalização do cânhamo industrial, é que ele pode substituir o mau hábito do ser humano de extrair petróleo do planeta, que é um recurso natural não renovável.

Continue lendo para conhecer os diversos produtos que podem ser feitos a partir do Cânhamo industrial.

Cânhamo industrial

canhamo-produtos-maconha

 

Cânhamo industrial é o nome popular dado à espécie Cannabis ruderalis, ela possui uma concentração muito baixa da substância psicoativa, o THC (Tetraidrocanabinol), algo em torno de 0,06 a 1,77 por cento.

O pesquisador Gilbert Fournier, estimou que para “experimentar uma sensação inebriante mínima, uma pessoa teria que fumar de 50 a 100 cigarros de cânhamo”.

Devido aos baixos teores de princípios ativos, o Cânhamo não serve para uso recreativo. Mas as sementes são ricas em proteínas, produzem um óleo de alta qualidade e segundo um estudo realizado pelo European Journal of Cience, elas têm o poder de tratar hipertensão.

Além de tudo, o cânhamo melhora a qualidade do solo enquanto cresce, não precisa de herbicidas e é naturalmente resistente a insetos, fungos e outras pestes.

As outras duas espécies de cannabis que existem são a Sativa e a Indica. As duas possuem níveis elevados de THC em sua flores fêmeas e são amplamente usadas por usuários recreativos e pacientes medicinais, sendo as Indicas mais ricas em CBD (canabidiol).

Se quiser saber as diferenças entre a Cannabis Sativa e a Indica e os usos mais indicados de cada uma, leia esse outro artigo aqui no blog.

Nesse texto, darei destaque aos principais produtos feitos a partir do cânhamo industrial:

  • Papel
  • Têxteis
  • Plástico bio-degradável
  • Bio combustível
  • Alimentos

Tem até tijolo de concreto à prova de fogo e terremotos, essa planta é versatilidade pura.

Continue lendo e conheça vários produtos feitos de maconha e como eles pode melhorar o mundo em que vivemos.

 

Papel de cânhamo

canhamo-papel

 

O tronco do Cânhamo contém aproximadamente um terço de celulose  composto orgânico usado para fabricar plásticos e papeis – além de ser abraçado por uma das mais fortes e longas fibras encontradas na natureza.

Pense comigo, quanto papel você imagina que é usado diariamente em todo o mundo? É muito papel.

O Brasil representa 9,6 milhões da produção anual mundial de celulose e papel, que corresponde a 174,7 milhões de toneladas.

O cânhamo tem muitas vantagens sobre o eucalipto, que é a matéria prima usada para a fabricação de papel atualmente.

Vamos ver algumas delas:

A produção do papel de cânhamo é muito mais limpa que a produção do papel da madeira. Se desmatam áreas muito grandes para receber plantações de eucalipto.

Essas plantações destroem toda a fauna e flora da região, transformando grandes áreas verdes em locais inabitáveis por animais e outras espécies de plantas.

Cada hectare de cânhamo destinado a produção de papel produz o mesmo que quatro hectares de eucalipto.

O cultivo do cânhamo é muito mais barato e o papel produzido é mais facilmente reciclado.

As folhas e raízes oxigenam e melhoram o solo.

canhamo-biblia-inglesa-maconha-1830
Bíblia Inglesa feita de cânhamo impressa em 1830. Foto: Bill Bridges

O papel de cânhamo é de altíssima qualidade e durabilidade, prova disso é esta bíblia de 1830 impressa inteiramente em papel de cânhamo. Esta bíblia de 186 anos de idade está em excelente condição.

Johannes Gutenberg utilizou papel de cânhamo para produzir 35 Bíblias no ano de 1.455.

As empresas produtoras de papel dos EUA são o terceiro maior consumidor de energia do país e isso aumenta a emissão de carbono.

As indústrias de celulose e papel dos EUA são as terceiras maiores poluidoras industriais, lançando cem mil toneladas de poluição tóxica na água e no ar anualmente. Três milhões de toneladas de cloro, uma importante fonte de dioxina cancerígena, está entre os poluentes.

Isso não vai ocorrer na produção do papel de cânhamo. O papel de cânhamo não precisa ser branqueado com o uso de cloro. No geral, a fabricação de papel de cânhamo gera apenas 1/5 a 1/7 da poluição química do papel de madeira. O papel de cânhamo também é livre de ácidos.

declaração de independência dos Estados Unidos do dia 4 de Julho de 1776, foi feita em papel de cânhamo.

A utilização de papéis reciclados é eco amigável e sustentável. O papel de cânhamo pode ser reciclado 7 vezes enquanto o papel de polpa de madeira só pode ser reciclado 4 vezes.

O papel feito de cânhamo, data do início da Dinastia Han Ocidental, há cerca de 2000 anos atrás. Mas só recentemente, no século passado, é que resolveram proibir.

 

Têxteis

canhamo-adidas-hemp

 

Lindo esse tênis, não é mesmo? É de cânhamo industrial. Repare a textura maravilhosa dessa fibra.

O uso do cânhamo na indústria têxtil não é nenhuma novidade, os primeiros registros datam de 8.000 a.C, na China.

O principal concorrente do cânhamo na indústria têxtil, é obviamente o algodão.

O cultivo de algodão causa muitos impactos ambientais, devido ao uso de agrotóxicos e pela grande utilização de água necessária para a irrigação das plantações. O cânhamo necessita de muito menos recursos hídricos.

O cânhamo serviu de matéria-prima para velas de navios, como as caravelas de Pedro Álvares Cabral.

Desde a antiguidade, os gregos e os romanos usaram cordas e velas de cânhamo em seus navios. No século XV, cultivado nas regiões de Bordéus e da Bretanha, na França, em Portugal e na África, o destino do cânhamo era a confecção de cordas, cabos, velas e material de vedação dos navios, que inundavam com frequência em longas navegações.

O produto rígido e com elasticidade obtido de suas fibras,  proporcionava às caravelas uma grande
velocidade. Incluindo velame, cordas e outros materiais, havia 80 toneladas de cânhamo (link em PDF) no barco comandado por Cristóvão Colombo, em 1496.

O rei D. João VI, assinou um decreto em 1656, tornando obrigatório o cultivo de cânhamo por parte dos proprietários de grandes terras de todo o Império Lusitano, incluindo o Brasil. Isso comprova que a produção de cânhamo um dia já foi incentivada pelo Estado.

O cânhamo é considerado mais produtivo do que o algodão. Do cânhamo se extrai fibras extremamente resistentes que podem ser utilizadas na produção de tecidos destinados a roupas e acessórios.

Segundo um artigo de 1980 do Journal of the American Institute for Conservation, a tela de cânhamo foi o tipo mais comum de lona para pintura usada até o primeiro quarto do século 19, na França. E artistas renomados como Rembrandt, e muito provavelmente o Van Gogh, pintaram em telas de cânhamo.

Hoje em dia não é mais tão difícil achar algum produto de canhamo como ha 15 anos atrás. Lembro-me que meu sonho era ter um Adidas Hemp, no início dos anos 2.000.

Publicidade

Atualmente existem diversas marcas de roupas investindo nesse mercado e fabricando camisetas, bolsas, bonés, sandálias, tênis e uma infinidade de produtos a partir do cânhamo.

 

Plástico bio-degradável

 

Cadeira e balança de precisão feitos de plástico de cânhamo
Cadeira e balança de precisão feitos de plástico de cânhamo

 

O plástico de cânhamo é um composto de fibra natural que pode tranquilamente substituir os plásticos que usam o petróleo como matéria-prima base.

A maioria do plástico feito no mundo é feito de petróleo. O plástico de cânhamo não é feito a partir do óleo das sementes, mas a partir do caule.

Projetado na Europa e agora produzido na China, o plástico de cânhamo compete com o plástico de petróleo em propriedades como a rigidez e tolerância à temperaturas elevadas.

Biodegradável e reciclável, o plástico de cânhamo atende às políticas globais para a redução de CO2 e diminuição da dependência do petróleo.

Os americanos usam 1500 garrafas plásticas de água por segundo, e isso é apenas um dos milhares de produto plásticos existentes. Em 2010, cerca de 191 milhões de barris de gás liquefeito de petróleo (GLP) e líquidos de gás natural (LGN), foram utilizados nos EUA para fazer produtos de plástico na indústria de materiais plásticos e resinas.

Em 2009, pesquisadores da Universidade de Stamford anunciaram o desenvolvimento de um composto reforçado com fibras de cânhamo feito com bio-polihidroxibutirato (BPH). Estes compostos de cânhamo-BHP são fortes, macios, atraentes e duráveis o suficiente para serem usados na construção civil, móveis e pisos e substituir as garrafas plasticas feitas de petróleo.

O plástico de cânhamo pode ser usado para fabricar laptops, GPS, smartphones, carregadores, de celular, eletrodomésticos, brinquedos, vasos para jardinagem, canos hidráulicos etc. E, ainda por cima, fazer o planeta mais sustentável.

Biocombustível de cânhamo

Biocombustível de Cânhamo

 

O cânhamo industrial, tem propriedades que o tornam viável e atraente como matéria-prima para a produção de biocombustível sustentável feito a partir de fontes vegetais renováveis.

Aproveitando o potencial que as sementes de cânhamo possuem para produzir óleos, o programa Polymer, da Universidade de Connecticut nos EUA, desenvolveu um biodiesel com altíssima taxa de aproveitamento: 97% do óleo das sementes foi convertido em combustível.

Segundo o professor de química e engenheiro biomolecular da Universidade do Connecticut, Richard Parnas: “alguém que está cultivando cânhamo, está apto a produzir combustível suficiente para abastecer sua fazenda inteira, apenas com o óleo extraído das sementes.”

Imagine o avanço que será quando pudermos substituir os combustíveis fósseis a base de petróleo por um combustível sustentável feito de plantas renováveis.

A emissão de monóxido de carbono (gás venenoso) do biodiesel é 50 por cento mais baixa do que a emissão de monóxido de carbono do diesel de petróleo.

O Biodiesel degrada aproximadamente quatro vezes mais rápido do que o diesel de petróleo.

Além de todas essas vantagens o cultivo de cânhamo também proporcionaria vantagens ambientais significativas. As plantas crescem rapidamente com pouca ou nenhuma necessidade de pesticidas.

Se produzido em larga escala, o planeta Terra sentiria um enorme alívio por não ter mais milhões de litros de petróleo sugados diariamente. Sem falar que esse recurso, como todos sabem, é um grande causador de guerras. A maconha é o oposto, pura paz.

 

Alimentos

canhamo-alimentos-maconha

 

As sementes de cânhamo são consideradas um alimento rico em proteínas e nutrientes considerados fundamentais para o funcionamento dos nossos receptores nervosos e músculos.

Além de ser consumido pelos humanos, o canhamo também é utilizado para fazer alimentos para os animais(forragem animal).

25% das sementes de cânhamo são proteína, o que faz delas um excelente suplemento para atletas.

As sementes de cânhamo não contêm THC, por isso seu uso é considerado seguro quanto ao risco de sentir algum efeito psicoativo. Elas possuem todos os aminoácidos considerados essenciais para a síntese de proteínas no corpo.

Ajudam na prevenção de colesterol alto, asma, sinusite, artrite, traqueíte e doenças cardiovasculares.

Aminoácidos essenciais: as sementes de cânhamo contém 21 aminoácidos, 9 deles o corpo humano não consegue produzir.

100 gramas de sementes de cânhamo contém:

  • 25% de proteína
  • 35% de hidratos de carbono
  • 35% ácidos gordos

O nível elevado de magnésio presente nas sementes ajuda a reduzir os sintomas pré-menstruais.

As sementes também ajudam a aliviar os problemas digestivos, insônias, depressão, ansiedade, dores musculares, dor de cabeça e hipotiroidismo.

Fazendo leite de cânhamo em casa

Leite de cânhamo

 

Outra forma de se alimentar de cannabis é através do leite de cânhamo, que pode ser feito em casa a partir das sementes descascadas.

Passarei gora uma receita bem básica e muito prática para fazer o leite de cânhamo em casa. Existem centenas de outras receitas na internet com mais ingredientes, como esta aqui, mas vou focar na forma mais simples de fazer.

Para fazer leite de cânhamo, você precisa de meio copo de sementes descascadas, 3 copos de água e um pano para coar.

Use um liquidificador para bater as sementes durante um minuto em potência máxima. Use o pano como coador e no final contorça-o bastante para aproveitar ao máximo a polpa das sementes. O leite de cânhamo pode ser guardado entre 3 a 5 dias na geladeira.

Muito fácil não é mesmo?

O leite de cânhamo natural, sem adição de nenhum ingrediente para dar um sabor a mais, não chega a ser gostoso. Mas você pode usar um pouco de chocolate em pó, baunilha, farinha láctea ou qualquer outra coisa de sua preferência para incrementar.

O cânhamo é igual Neston. Existem mil maneiras de preparar alguma coisa, invente uma!

Gostou de conhecer essas outras utilidades da cannabis?

Então, compartilhe esse artigo e ajude mais pessoas a terem esse conhecimento.

Compartilhar no Facebook

Compartilhar no Twitter

Quanto mais gente sabendo o quanto a maconha é uma planta poderosa, melhor será para todos.

Não importa se você é usuário ou não, a maconha pode melhorar a vida de muitas pessoas e também ajudar o planeta Terra. É isso que interessa.

Um abraço e até o próximo texto!

 

 

Referências: HEMP: O uso medicinal e nutricional da maconha (Chris Conrad – 2001), Hemp Museum.

Foto de capa: BERND SETTNIK/Getty

 

Comments

comments

The following two tabs change content below.

Lombra Staff

O blog LOMBRA é dedicado a elevar a discussão em torno da cultura canábica.

3 comentários em “Cânhamo: A realidade que nunca te contaram sobre a maconha

  1. ainda q o baseado seja proibido e distribuido nas condiçoes mais precarias q se possa imaginar,foi o remedio q me ajudou a diagnosticar minha polisindromatica e ajudar a resistir seus efeitos negativos q nenhum remedio faramaceutico foi capaz com tanta eficiencia.levei anos pra perceber q o baseado p mim nunca foi mais q um eficiente antidepressivo sem contra indicaçoes.

    View Comment
  2. Muito bacana , Sabia que era utilizada na confecção de produtos náuticos , Então quis mostrar a minha esposa e comecei a pesquisar no google , e descobrimos o tamanho do bem que esta planta pode trazer a humanidade , Obrigado .

    View Comment
  3. Tenho intenção de lançar uma coleção (saias, vestidos e camisas) produzidas com tecido de cânhamo. Encontrei produtores na China e no Uruguai e estou negociando pequenas amostras (perto de 50m) para testar. Minha pergunta: posso divulgar que minha marca usa tecido de cânhamo? muito se fala mas não encontrei nenhuma indicação segura que é proibido comercializar peças de vestuário de cânhamo, principalmente pelo fato do tecido não ter sido produzido aqui no Brasil. Vocês podem me orientar com relação a isso? Obrigado.

    View Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *